2: Sagrado e Profano

by Experimentar Na M'Incomoda

/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

      €7 EUR  or more

     

  • Encomende o CD

1.
04:16
2.
03:00
3.
4.
5.
6.
02:20
7.
8.
04:35
9.
10.
03:07
11.
06:10
12.
04:16

credits

released October 29, 2012

tags

license

all rights reserved

about

Experimentar Na M'Incomoda Açores, Portugal

contact / help

Contact Experimentar Na M'Incomoda

Streaming and
Download help

Track Name: Pai Paulinho
Ó Negros, ó negros lá do sertão
Ai mulatas belas e bonitas
Venham se chegando para o tronco
Para pegarem nas suas fitas

Pai Paulinho, Pai Paulinho foi vendido
Ai mas é, essa lei se acabou
Ainda, ainda aqui estão as fitas
Ai com que Pai Paulinho brincou

Vai chegando, vai chegando aos seus lugares
Ai façam o favor de parar
Que é para dar, que é para dar a meia volta
Ai para as fitas se desentrançarem.
Track Name: Braços
És Linda, és linda, és engraçada
És engraçada, és uma bonita amante
Bonita amante, viva o meu bem

Tudo, tudo o que é bom, tens contigo
Ai tens contigo, só te falta ser constante,
Ai ser constante, viva o meu bem

Ser pastor, ser pastor, lidar na serra
Lidar na Serra, braços nus, faces vermelhas
Faces vermelhas, viva o meu bem

Comendo, comendo os frutos da terra
Frutos da terra, vestindo a lã das ovelhas
Ai das ovelhas, viva o meu bem
Track Name: (Estudando a) Chamarrita
A senhora Chamarrita
É uma santa mulher
Sai de manhã de casa
Entra à noite quando quer

Vira e volta a chamarrita
Quem manda voltar sou eu
Se a Chamarrita não volta
Ó meu deus, ai pelo ‘ei.

Chamarrita vai e fica
Como o vinho vai à pipa
Chamarrita vai e torna
Como o vinho vai à dorna

Vira e volta a chamarrita
Quem manda voltar sou eu
Cada um com o seu amor
Que eu também volto com o meu

A senhora Chamarrita
É uma santa mulher
Dá os ossos ao marido
Come a carne com quem quer

Vira e volta a chamarrita
Quem manda voltar sou eu
Se a Chamarrita não volta
Que desgosto tenho eu.
Track Name: Minha Voz Vou Levantar
Minha voz vou levantar
Para seguir o meu destino

Só para Vos poder levar
Ao Espírito Santo Divino

Levo o ceptro e a coroa
E a sua Santidade

Levo a terceira pessoa
Da Santíssima Trindade

E a divina Providência
Deitai-nos vossa benção

Já saístes da dispensa
Siga-se a repartição
Track Name: São José a Caminhar
São José a Caminhar, também a Virgem Maria
Tanto andava de noite como andava de dia

Lá chegado em Belém já todo o povo dormia
Porteiro abri a porta que aqui está, ai que aqui está a Virgem Maria

São José foi buscar lume e a virgem ficou ali
Quando S. José chegou já Cristo era nascido

Não nasceu em cama de ouro, ai nem em cama de cortinas
Nasceu numa manjedoura, ai onde o boi bento comia
Track Name: Vai de Roda
Vai de roda, vai de roda, vai de roda com primor,
Aqui nesta rodinha de quem há-de ser o meu amor

Hei-de cantar e bailar enquanto vida tiver,
E ao depois quando eu morrer cante e baile quem quiser

Os olhos do meu amor são grãos de trigo na eira
Semeados ao Domingo, nados à Segunda-feira
Track Name: Interlúdio: Cantar ao Divino
Ouvi cantar o divino,
Vim-me pôr à janela.
Track Name: Lira
Morte que mataste lira
Mata-me a mim que eu sou teu

Mata-me com os mesmos ferros
Com que a lira morreu

Veio um pastor lá da serra
E à minha porta bateu
Veio dar-me por notícia
Que a minha lira morreu

A lira por ser ingrata
Tiranamente morreu
A morte a mim não me mata
Firme e constante sou eu
Track Name: Canção de Embalar
Senhora lavava, São José estendia
Menino chorava com o frio que tinha

Cala-te meu menino, cala-te meu amor
Que a faca que corta dá golpe sem dor

Senhora Santa, a bem aventurada
Tem uma filhinha Maria chamada

Eu encontrei-a à beira do rio
Lavando seus panos, do seu bento filho

Cala-te meu menino, cala-te meu encanto
Trabalhos da vida que nos custa tanto
Track Name: Pedido
Rezem todos pelas almas, não deixem de rezar
Que as almas hão-de pedir por quem puder rezá-las
Rezai irmãos em paz...
Track Name: Tanchão
O cantar à meia-noite
É um cantar excelente
Acorda quem está dormindo
E cura quem está doente

A viola sem a prima
É como a filha sem pai:
Cada corda seu suspiro,
Cada suspiro seu ai.

Abre-te mar das areias
Quero ver o teu fundão
Quero ver em que alturas
Navega o meu coração
Track Name: O Sol
O sol perguntou à lua quando havia amanhecer
À vista dos olhos teus, que vem o sol cá fazer?